A vida é o que acontece enquanto não se está a fazer anos.

Todos olhando para ti, sabes? De um jeito meio maldoso, julgando-te, negando-te. Não sei explicar. E não é algo que me veio às tripas, não sou complexado. Era real, chegaram a apontar e tudo o mais. Coisa muito ruim. Uma energia que não harmonizava com a excitação que me apossou nos dias anteriores ao evento. Nada de glamour, nada de elegância, umas pessoas definitivamente mal intencionadas, outras desinteressadas e apáticas. Todos sem exceção vesidos de preto. Todos mascarados, e com um ar de superioridade, como se fosse os donos da festa. Eu sabia que não ali não era o meu lugar, mas como eles sabiam? Eu tive vontade de sair dali e ir para uma loja de discos – onde sempre me sinto muito bem – mas estava sem dinheiro. Quase te liguei. Não sabia que já tinhas voltado do teu retiro, na praia. Acabou que eu nem aproveitei muito, as minhas expectativas foram por água abaixo e quando a encontrei, não tinha mais vontade de nada.