As vantagens e desvantagens de sermos geniais.

Se o meu esmero é feito de dor, haja propulsão. Não o faço por lamento, faço insistindo em te esquecer, ou tentando te trazer de volta por desprezo – algo novo, para variar. Se nós dois nos permitimos errar, criando neologismos como desculpa, desta vez erramos feio. E se a tua tristeza é mascarada por uma falsa arrogância, a minha é sonsa e mostra a cara. Mas nada de reclamações, afinal, pertencemos à um clube que não aceita outros sócios, somos exclusivos e por isso melhores que os outros. Usamos a depressão como desculpa para vestirmos moleton – mas nascemos para isso. Eu minto, digo que não, mas acordo com a sensação de que o meus olhos passaram algumas horas olhando nos teus, e te aceitando como posso te ter. Á noite. Ao sonhar.