Auto-didata.

Sou auto-didata. Aprendi a sofrer sozinho. Claro que eu poderia culpar minha experiência em meia dúzia de romances mal digeridos, mas a verdade é que mesmo que houvesse um Alka Seltzer™ do amor eu ainda saberia o que é a dor.