Completíssima.

Enquanto tu fazes do chocolate o teu melhor amigo, e do álcool um amante ingrato, eu sigo a minha vida sem me preocupar muito. Penso em ti, e te admiro de longe. Mas ainda não tenho ganas de me envolver, não isso não. Eu te olho e te desejo, com calma, em segredo. Sem pressa, sem metas e sem tanta convicção que um dia serás minha. Mas o que eu sei, bem no fundo, é que caso chegue o dia do teu sorriso ser causado pelas minhas frases feitas, ao teu ouvido, e o teu arrepio pela minha mão na tua nuca, serás bem mais feliz e completa que agora.