Precisando de M.

Sei que faz tempo, mas agora é diferente. Não é mais por prazer, mas sim por dor. Preciso de M, assim como preciso de ar. Cada segundo que passa a dor parece aumentar e eu já não tenho dúvidas. Não consigo escrever, e nem poderia, não tenho permissão. Não consigo dormir direito, rolo na cama durante horas, aproveitando cada esgotamento que meu choro causa para cochilar por alguns minutos. Acordo suplicando por M, nervoso e carente. Sinto o corpo todo imobilizado, e nem acender um cigarro mais consigo. Penso em ligar mas quem atenderia? Se você, que lê essas linhas, pode me ajudar, traga sem demora, traga a minha casa. Por favor. Morfina.