Sempre que o ar me falta.

Sempre que o ar me falta, eu te vejo na foto. Sempre tão longe de mim.
Sempre que o ar me falta, tu me beija na boca, devagar, puxando minha mão para a tua nuca.
Sempre me deixas louco, sempre com medo, sempre invencível.
Sempre que o ar me falta tenho a ti na minha mente, e lembro, tão fácil é o contorno das tuas curvas. Sempre perfeitas.
Sempre que o ar me falta, é o telefone, piscando o teu nome que devia estar sempre ali, e tão raramente está.
Sempre que o ar me falta, eu quero te ter. Sempre, só a ti, só para mim.