The cure.

Sou um tolo que deixa meninas travadas e infantis tomarem o seu tempo. Que deixa infelizes malvadas entrarem sua casa para agir de forma arrogante. Sou aquele cara que por uma causa, um amigo, ou mesmo uma mentira, suporta todo tipo de agressão, mesmo sabendo que está do lado certo – e que isso tudo é injusto. Nada me faz mudar, nem meu talento fraudulento, nem meus erros, nem meus medos. Sou aquele que ninguem quer por perto quando se erra, e que todos amam ver errar. Sou só um, que se veste de si proprio ao invés de tentar ser o outro. Eu sei que não sou feito para ti, mas tento incessantemente te provar que o homem ideal é venenoso, e que eu sou a cura.