You only tell me you love me when you’re drunk.

Tenho umas coisas para te dizer. Estar perto de você não é o suficiente, não mais. Eu preciso de um sinal, de um gesto, de qualquer coisa que mostre que você se importa. Você só admite que me ama quando está bêbada. Preciso que essa atmosfera de amor descartável se acabe. O que mais me fascina em você me mata – e é um veneno forte. Não sou eu mesmo quando estou com você - fico bobo, sem ação… fico paralisado. E você é a única mulher do mundo que me deixa assim… no pico da minha maturidade sentimental. Em um ponto da minha vida que não há mais qualquer resquício de inocência, eu caio de joelhos pela única pessoa que consegue me deixar nervoso. E é isso que me deixa mais enlouquecido, e é isso que vem me matando. Você só deixa escapar que me quer quando está fora de si. Eu preciso de férias desse seu escudo pedante… mas quero que você venha comigo!